Grupo RL

Notícias na Brás

Listando: 1 à 5 de 961
Com Startup Zone, Google mira empresas ainda em fase inicial

O fomento à inovação não é uma novidade para o Google. A gigante de tecnologia tem atuado regularmente no apoio às startups brasileiras com dois programas: o de residência do Google Campus São Paulo; e o recém-criado Startup Zone. O diretor do Google for Startups (Google para Startups, em uma tradução livre), André Barrence, que palestrará no evento blastU hoje (13), avalia como essencial o trabalho de estimular a escalada de negócios principiantes.

As duas iniciativas do Google diferem entre si, mas ambas têm o mesmo objetivo: oferecer apoio aos novos negócios de tecnologia no Brasil, sem aportes financeiros. “A gente brinca que nós fazemos tudo pelas startups, menos investir financeiramente nelas”, diz Barrence. Nos seus programas, a gigante de tecnologia fornece o espaço físico do Google Campus como local de trabalho, facilita acesso aos especialistas do Google, além de conectar os empreendedores com investidores anjos.



O diretor do Google for Startups, André Barrence
Foto: Google / Divulgação

O programa mais antigo, o de residência no Google Campus, já está em sua quarta edição. Ele procura empresas já consolidadas no mercado, ou seja, com um produto ou serviço já em funcionamento e com clientes reais. Hoje, são oito startups que estão dentro do espaço dedicado para inovação - 12min, Ahazou, Cosmobots, EduSim, Memed, Onyo, Skore e Vooozer-, mas 29 já passaram por lá nos últimos três anos.

Já o programa mais recente, o Startup Zone, está indo para a sua segunda edição. No momento, a iniciativa está em fase de inscrição. Para aplicar, ao contrário do que é feito para a residência no Google Campus, as empresas precisam estar em fase inicial, mas com um mínimo produto viável (MvP) lançado e funcional, sem precisar comprovar receita. Além disso, a equipe da startup precisa ter pelo menos um funcionário dedicado à tecnologia e desenvolvimento.

Barrence acredita que os dois programas criados pelo Google podem se conectar e estimular o desenvolvimento de empresas em diferentes estágios. “Quem é escolhido para nossas iniciativas sempre tem acesso a uma rede de empreendedores que já passaram por diversas experiências com seus negócios”, diz. “A partir daí sempre ocorre uma troca muito grande entre todos para que cada um consiga escalar o seu negócio.”

Sobre o blastU
É um festival de empreendedorismo, inovação e tecnologia que nasceu da ideia de inspirar, atualizar e conectar empreendedores que buscam ampliar sua visão e construir negócios melhores, mobilizando o Brasil para o futuro. A primeira edição aconteceu em São Paulo em 2017.

O evento é um espaço para que empreendedores tenham acesso a ferramentas, empresas, mentores e investidores. Isso tudo em um ambiente rico em conteúdo e experiências. Os ingressos para participar do blastU, que será realizado no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera, portão 3, em São Paulo, podem ser adquiridos pelo site https://www.blastu.com.br/ingressos.

(Fonte: Equipe portal) - 13/08/2019
Nike lançará serviço de assinatura de tênis para crianças nos EUA

A Nike lançará nesta semana um novo serviço de assinatura de tênis para crianças, buscando atrair os pais com a promessa de menos idas às loja de calçados em troca de uma mensalidade regular e lealdade à marca.



Tênis da Nike usado por jogador do time de basquete norte-americano Houston Rockets. 28/4/2019. Mandatory Credit: Kyle Terada-USA TODAY Sports
Foto: Reuters

Destinado ao mercado de calçados infantis dos Estados Unidos, estimado em 10 bilhões de dólares anuais, o "Adventure Club" baseia-se no aplicativo SNKRS da Nike, que notifica os compradores sempre que a marca lança um novo tênis ou tem um tênis exclusivo em uma loja próxima.

É o mais recente plano da Nike para manter os compradores voltando às suas marcas, uma vez que enfrenta forte concorrência da Adidas em seu mercado doméstico nos EUA e o ressurgimento de marcas retrô como Fila e Reebok.

Com três opções de assinatura - 20, 30 ou 50 dólares por mês - o Nike Adventure Club é voltado para crianças de 2 a 10 anos e oferece aos assinantes um novo par de tênis Nike que custam cerca de 50 dólares ou mais uma vez por mês, uma vez a cada dois meses ou uma vez por trimestre.

"Resolver a necessidade de pais com filhos de 2 a 10 anos significa que vamos começar a construir relacionamentos através das crianças", disse o gerente do projeto da Nike, Dave Cobban.

(Fonte: Nivedita Balu) - 13/08/2019
Uber completa 5 anos de Brasil com 2,6 bilhões de viagens

Mais de 600 mil motoristas brasileiros estão cadastrados no app do Uber

Há exatamente cinco anos, o Uber chegava ao Brasil, com sua proposta de oferecer caronas a qualquer momento por meio de um aplicativo de celular. Aproveitando a data do seu aniversário, o Uber anunciou nesta quarta-feira, 17, que completou a marca de 2,6 bilhões de viagens no País - ao todo, foram mais de 17 bilhões de quilômetros rodados.



REUTERS/Hannah Mckay
Foto: Reuters

O aplicativo tem hoje mais de 600 mil motoristas cadastrados no Brasil, sendo que o motorista brasileiro mais engajado fez 25 mil viagens pelo app nos últimos anos. O Uber disse também que os brasileiros já pagaram mais de R$ 35 milhões em valores extras aos motoristas parceiros, desde que o recurso foi lançado em setembro do ano passado.

E uma curiosidade: sexta-feira, às 19h, é o período em que mais acontecem viagens de Uber no Brasil. Outra informação interessante revelada pela empresa é que cidadãos de 129 países já pegaram Uber no País - os estrangeiros que mais usam o app por aqui são os norte-americanos.

Se você acha que anda muito de Uber, olha só isso: o usuário que mais usou o Uber no Brasil nesses últimos cinco anos fez mais de 5 mil viagens pelo app, o que corresponde a cerca de 3 viagens de Uber por dia. Haja boleto!

(Fonte: Redação Link Estadão) - 05/08/2019
DEPOIS DO “NÃO ME PERTUBE”, PROCON-DF LANÇA O “ME RESPEITE”

Governo do Distrito Federal embala na onda do combate ao telemarketing agressivo e instala sistema próprio para bloqueio de chamadas indesejadas. Em 16 estados, os Procons também têm serviço de bloqueio.

Quatro dias depois de a Anatel ter lançado o site “Não Me Perturbe”, o Procon-DF mergulhou na onda do combate ao telemarketing agressivo e colocou em operação o “Me Respeite”, um serviço para bloquear chamadas e mensagens de telemarketing pelo site do órgão. O consumidor pode cadastrar até cinco números de telefones fixos e celulares, gratuitamente. É um um serviço mais amplo em relação ao da Anatel porque bloqueia chamadas e mensagens não só das operadoras de telecomunicações como também de bancos, seguros e outros segmentos empresariais.

Outros 16 estados também adotam serviços semelhantes que veda ligações não solicitadas. As listas dos Procons de todo o país permitem, também, o pedido de bloqueio de chamadas de outros setores, como bancos, financeiras, funerárias, imobiliárias, entre outros. Apesar de focar apenas no segmento das teles, o “Não me Perturbe” tem abrangência nacional. A Anatel passou a recomendar que o consumidor mantenha também a inscrição no Procon de seu estado.

Segundo o secretário de Justiça do DF, Gustavo Rocha, a ferramenta vai possibilitar que a vontade do consumidor seja respeitada.

O cadastro do novo serviço só não bloqueia ligações de instituições filantrópicas, organizações de assistência social, educacional ou de saúde sem fins econômicos. Também não vale para bloquear ligações específicas de uma empresa, mas sim para fazer o bloqueio total de recebimento de ligação de telemarketing de empresas em geral. Para solicitar o bloqueio de ligações específicas, o cidadão deve entrar em contato com a empresa responsável. A opção de bloqueio deve estar disponível de modo automático, por atendimento telefônico, e deve cessar as ligações por seis meses.

(Fonte: Abnor Gondim ABNOR GONDIM ) - 05/08/2019
Trump deve participar de reunião com empresas de tecnologia

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve aparecer em uma reunião nesta segunda-feira com as principais empresas de tecnologia, incluindo os chefes da Intel e da Broadcom, para discutir a situação da Huawei e outros tópicos, disseram duas pessoas familiarizadas com o assunto.



REUTERS/Jonathan Ernst
Foto: Reuters

O assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, presidirá a reunião, que foi confirmada por um funcionário da Casa Branca na sexta-feira. O funcionário disse que os executivos da Alphabet e da Micron também estarão presentes e que tinha sido chamado para discutir assuntos econômicos.

A Qualcomm também foi convidada para a reunião que contará com a presença do secretário do Tesouro, Steve Mnuchin. A reunião não apareceu na programação oficial de Trump.

A Casa Branca, a Intel e a Broadcom não responderam imediatamente a um pedido de comentário.

Os Estados Unidos colocaram a Huawei, maior fabricante de equipamentos de telecomunicações do mundo, em uma lista negra em maio, citando preocupações com a segurança nacional.

A medida proibiu as empresas norte-americanas de venderem a maioria das peças e componentes dos EUA para a Huawei sem licenças especiais, mas Trump disse no mês passado que as empresas norte-americanas poderiam retomar as vendas em uma tentativa de reiniciar as negociações comerciais com Pequim.

(Fonte: REUTERS) - 23/07/2019
Listando: 5 de 961

Anuncie

Sobre o Portal no Brás

O Portal no Brás foi lançado em 01 de dezembro de 2016, tendo como objetivo principal a divulgação de empresas e produtos comercializados na região NO BAIRRO DO BRÁS no centro da cidade de São Paulo, focando-se principalmente em produtos voltados para a área de ferramentas e ferragens.