Grupo RL

Notícias na Brás

Listando: 1 à 5 de 893
Aconteceu de novo: Facebook fica fora do ar para usuários no mundo inteiro

Nova instabilidade acontece em menos de uma semana; Usuários brasileiros e de outros países relatam não conseguir acessar o serviço

O Facebook encontra nova instabilidade para manter o seu serviço em pleno vapor para usuários do mundo inteiro. Nesta terça-feira (20), o site Down Detector que monitora as atividades de sites e redes sociais, reporta um pico de queixas de usuários sobre o serviço da rede social estar fora do ar.

Na sessão de comentários, há relatos de internautas que indicam que o Facebook está fora do ar no Japão, Brasil, Canadá, Estados Unidos, Austria e Holanda - uma lista que cresce a cada minuto. A maioria dos comentários diz que a rede social exibe uma mensagem de "Serviço Indisponível" ao tentar acessá-la. No Twitter, há também brasileiros questionando a estabilidade da rede social tanto no navegador quanto no aplicativo.

Na semana passada, no dia 12 de novembro, o Facebook também ficou fora do ar. Na ocasião, em comunicado enviado à redação do IDG Now!, um porta-voz da empresa informou que a instabilidade se deu após um teste de rotina.

Até o fechamento desta matéria, a companhia não publicou nenhum comunicado oficial sobre a operação ou manutenção do serviço.



(Fonte: @idgnow Da Redação Terra) - 20/11/2018
Número de mulheres empreendendo cresce, mas há muitas barreiras a superar

Dia 19 de outubro marca o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino. Data propõe debate sobre os avanços e conquistas das mulheres no mundo dos negócios

Lançado pela ONU, em 2014, o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, que acontece nesta segunda-feira, 19, propõe um debate sobre os avanços e conquistas das mulheres no mundo dos negócios.

Segundo dados do Anuário dos Trabalhadores das MPE, publicado pelo Sebrae, entre 2005 e 2015, o número de mulheres empreendedoras no Brasil cresceu 15,4% - saltando de 6,9 milhões para 8 milhões.

Em contrapartida, são os homens que detém a maior parcela do mercado nacional. Eles são donos 17,3 milhões de empresas. Os índices revelam também que, em dez anos, a participação das mulheres no total de empreendedores passou de 30,7%, em 2005, para 31,6%, em 2015, em todo o território nacional. Outro fator relevante da pesquisa é que os negócios liderados por elas sobrevivem mais em tempos de crise.

O consultor de negócios e CEO da Contabilivre, Mauro Fontes, analisou os índices e destacou as principais dificuldades das mulheres na hora de enfrentarem os desafios de empreender. “O mundo dos negócios é extremamente competitivo para todos. Isso é fato! O problema é que elas são obrigadas a superar fatores que vão além do mercado. Por exemplo, o sexismo ainda é uma barreira que elas enfrentam desde a hora da contratação até quando sonham em abrir o próprio negócio”.

Desafios e superação

Muito mais do que celebrar, a data também é uma oportunidade para refletir sobre os muitos obstáculos enfrentados por elas dentro e fora do mundo dos negócios. Uma análise divulgada pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM), por exemplo, aponta que no Brasil dos 39,3% da Taxa Total de Empreendedores, 42,4% são homens e 36,4% mulheres. Outro levantamento, feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), revela que mais de 40% dos lares brasileiros são chefiados por mulheres e que elas possuem escolaridade média maior que a dos homens. Essa mesma pesquisa aponta também que são essas as mulheres que administram suas empresas, e ainda realizam as tarefas domésticas, cuidam dos filhos e ainda estudam. Múltipla jornada que exige delas carga física e psicológicas extras, para que tantas funções sejam executadas com qualidade e eficácia.

Participação feminina cresce, mas em ritmo lento

De 2005 a 2015, o número de mulheres empreendedoras teve um incremento de 15,4%, enquanto que o de homens, 10,3%. Em 2005, eram 6,9 milhões de mulheres a frente de um negócio, em 2015, esse número saltou para 8 milhões. Já o quantitativo de homens, donos de negócios, passou de 15,7 milhões para 17,3 milhões, nesse mesmo período.

A participação das mulheres no total de empreendedores no País passou de 30,7%, em 2005, para 31,6%, em 2015.

O rendimento médio real mensal das donas de microempresas aumentou mais do que o dos donos de empresas, no período de 2005 a 2015. A alta do rendimento das microempresárias foi de 20%, nesse período, enquanto o rendimento médio real mensal dos microempresários subiu em ritmo menor: 14,5%. A diferença entre os rendimentos dos homens e das mulheres, donos de microempresas, diminuiu de 20,5%, em 2005, para 16,7%, em 2015.

Segundo Fontes, “mesmo que em todo o mundo cerca de 30% de todas as empresas privadas sejam geridas por mulheres, elas ainda sofrem muitos julgamentos. Existem companhias, por exemplo, que ainda disseminam e acreditam que homens são mais competentes quando o assunto é negócio. Isso impede que elas encontrem um ambiente propício para crescerem e mostrarem habilidades. O que é uma pena, porque quanto mais mulheres trabalham, mais a economia cresce e o país agradece”, ressalta.



(Fonte: @idgnow Da Redação Terra) - 20/11/2018
Amazon fecha acordo global com Apple para vender iPhones, iPads e Macs

Com isso, a gigante de e-commerce passará a ter um canal oficial da fabricante em locais como EUA, Europa, Japão e Índia.

A Amazon anunciou no final de semana que fechou um acordo com a Apple para vender mais produtos da fabricante nas festas de final de ano em diferentes lugares do mundo. As informações são da Reuters.

Segundo a agência de notícias, nas próximas semanas a gigante de e-commerce passar a vender os mais novos modelos do iPhone, iPad e outros produtos da Apple nos EUA, Europa, Japão e Índia.

No final do ano passado, as duas gigantes já tinham colocado as diferenças de lado com a Amazon voltando a
vender a Apple TV após dois anosO
e a Apple incluindo o aplicativo do serviço de streaming Amazon Prime
Video na sua set-top box
.

E essa nova parceria parece ter um motivo muito simples. Isso porque, de acordo com a Reuters, nada menos que 71% das vendas da Apple no ano fiscal de 2018, encerrado em setembro, aconteceram por meio dos chamados canais indiretos – como
a loja da Amazon.

Ainda segundo a agência, o acordo também significa que a partir de janeiro a Amazon vai retirar da sua plataforma os produtos da Apple vendidos por terceiros que não sejam autorizados pela companhia de Cupertino.







(Fonte: Da Redação) - 13/11/2018
Estado dos EUA usa Blockchain para votação nas Eleições 2018

Quase 150 eleitores da Virgínia Ocidental que vivem em outros países usaram o aplicativo para enviarem os seus votos na última semana.

Apontado como uma das principais tendências tecnológicas da atualidade, o Blockchain foi usado durante as eleições legislativas dos Estados Unidos, conforme informações do The Verge. Segundo a reportagem, que cita o site local
StateScoop
, quase 150 eleitores do estado de Virgínia Ocidental que vivem em 30 países usaram um app baseado na plataforma descentralizada de registros para votarem on-line na última semana.

Desenvolvido pela empresa Voatz, o aplicativo em questão está disponível nas lojas da Apple (AppStore) e Google (Play Store) e já tinha sido testado com sucesso nas eleições primárias do estado americano, no último mês de maio,
quando 13 pessoas usaram a solução.

Em entrevista ao StateScoop, o secretário de estado da Virgínia Ocidental, Mac Warner, defendeu o projeto piloto e destacou que o Blockchain já está sendo usado em diversos segmentos da sociedade, que envolvem desde o sistema de saúde

até transporte. “Não é algo da moda. É a onda do futuro”, afirmou.

Autenticação e impressão

Vale destacar ainda que o app tem um processo considerado trabalhoso para o envio dos votos, uma vez que exige que os eleitores insiram o número telefônico e um código de oito dígitos enviado ao celular para o registro do usuário.

Além disso, o software conta com um sistema de autenticação de identidade via foto de documento (carteira de motorista) e vídeo do próprio rosto – para uso de tecnologia de reconhecimento facial. Feito isso, o eleitor então envia os seus

votos - que ganha um comprovante em papel.





(Fonte: Da Redação) - 13/11/2018
Startup dos EUA apresenta o primeiro smartphone dobrável do mundo

Chamado de FlexPai, dispositivo foi revelado nesta semana durante evento na China. Lançamento acontece em dezembro com preços a partir de US$1.290

A startup americana
Royole
anunciou nesta semana o que afirma ser o primeiro smartphone dobrável do mundo, superando assim gigantes como Samsung e Huawei, que se esperava que seriam as primeiras a entrarem neste segmento. As informações são da CNBC.

Apresentado durante uma coletiva na China, o novo celular com tela dobrável é chamado de FlexPai chegará oficialmente ao mercado em dezembro, com preços entre 1.295 dólares e 1.871 dólares. Vale

notar que a empresa, que tem base na Califórnia, realizou uma venda relâmpago do dispositivo durante o evento em questão.

Conforme a fabricante, que está no mercado há cerca de seis anos, o dispositivo vai “subverter a percepção das pessoas sobre smartphones tradicionais”, aponta o a rede de notícias. Isso porque o FlexPai poderá ser usado tanto como um aparelho portátil quanto como um tablet de tela grande.

“Ele resolve perfeitamente a contradição entre portabilidade e a experiência de tela grande e alta definição, que introduz uma dimensão totalmente nova na interface entre seres humanos e máquinas”, afirmou o CEO e fundador da Royole, Bill Liu.


(Fonte: Da Redação) - 05/11/2018
Listando: 5 de 893

Anuncie

Sobre o Portal no Brás

O Portal no Brás foi lançado em 01 de dezembro de 2016, tendo como objetivo principal a divulgação de empresas e produtos comercializados na região NO BAIRRO DO BRÁS no centro da cidade de São Paulo, focando-se principalmente em produtos voltados para a área de ferramentas e ferragens.